Vedações em Vespel®

Vedações em Vespel®

DuPontVespel® é um material de poliimida de alto desempenho proporcionando soluções de alta performance para as mais rígidas aplicações em vedações, no enfrentamento de desgastes ou fricção de acordo com a necessidade de cada cliente. Atende uma excelente faixa de temperatura entre -273°C a 290°C, em pico de 500°C de curta duração.

Além disso, apresenta mais algumas vantagens;

  • Estabilidade térmica a temperaturas constantes de 290°C.
  • Boas propriedades criogênicas abaixo de -270°C.
  • Excelente isolamento térmico e elétrico.
  • Boa usinabilidade.
  • Alta pureza, baixa desgaseificação em condições de vácuo.
  • Inerentemente retardador de chama.

Aplicações:

Utilizado em plantas petroquímicas, siderúrgicas, petrolíferas entre outras.

A CGL Casa das Gaxetas é especializada em vedações industriais, está no mercado desde 1976. Unidade industrial com alta tecnologia e certificação ISO 9001. Entregamos para todo país, faça seu orçamento aqui.

Compartilhar:
Vedações de Haste e Êmbolo

As vedações de Haste e de Êmbolo são muito utilizadas em sistemas hidráulicos e Pneumáticos, em especial nos cilindros. Os cilindros, são conhecidos também por atuadores, são utilizados para aplicar uma força através de um percurso linear, são compostos basicamente por cinco (5) partes, 2 tampas, uma camisa (tubo cilíndrico), um êmbolo e uma haste, que é conectada ao êmbolo. A seguir falaremos sobre a diferença entre as vedações de êmbolo e haste e suas respectivas características.

O que é vedação de Êmbolo?

A vedação de êmbolo é também conhecida como “Vedação de Pistão”, tem como principal função evitar que fluídos passem pelo êmbolo até o outro lado da câmara, no momento em que o cilindro é pressurizado.

As vedações de Êmbolo (Pistão) evitam o fluxo de fluido através da folga diametral (Diferença do diâmetro da camisa para o diâmetro do êmbolo), isto permite um aumento de pressão em um dos lados do êmbolo, fazendo com que o cilindro se estenda (avance) ou se retraia.

Vedação de Êmbolo – Simples ação x Dupla ação

Você irá encontrar vedações de êmbolo para sistemas de simples ação e para sistemas de dupla ação, mas você sabe qual a diferença?

Na vedação de simples ação a pressão no cilindro é só de um lado do êmbolo, para retornar usa sistema de molas ou ação da gravidade.Já na vedação de dupla ação, recebe pressão dos dois lados do êmbolo.

Tipos e Perfis de vedação de Êmbolo

Existem vários tipos de vedações de êmbolo, para diferentes tipos de aplicações, segue abaixo alguns exemplos.

Gaxetas:

Alguns dos perfis mais utilizados são:

Anéis guias:

Alguns dos perfis mais utilizados são:

OBS: Em cortes de 45°, reto ou em corte Z.

Vedações de êmbolo bidirecionais:

Conjunto de Gaxetas (Chevron):

Anéis o-ring:

São vedações estáticas, muito versáteis. Evita-se o uso em sistemas com movimento dinâmico. São utilizados na haste e no êmbolo como energizadores em conjunto de vedações.

Compostos/Materiais mais utilizadas na fabricação de Vedações de Êmbolo

As vedações de êmbolo, tanto de simples quanto de dupla ação, podem ser fabricadas a partir de diferentes matérias-primas, de acordo com a necessidade do sistema e condição de trabalho.

Os principais materiais/compostos utilizados são os seguintes:

  • Poliuretano (PU)
  • Poliacetal (POM)
  • Borracha Nitrílica (NBR)
  • Politetrafluoroetileno (PTFE) Puro e com cargas de Bronze (40%), Grafite (15 Fibra de vidro + 5% de Molibdênio) ou Carbono (25%)
  • Borracha Fluorada (FPM/Viton)
  • EPDM
  • Silicone
  • UHMW
  • PU Petrol

Principais aplicações das vedações de Êmbolo

Sistemas hidráulicos e pneumáticos requerem a presença de vedação para êmbolo, assim como qualquer outro equipamento que possua um pistão. Você irá encontrar este tipo de vedação na indústria petrolífera, siderúrgica, hidrelétrica, cimenteira, metalúrgica, entre muitas outras.

Para exemplificar, guindastes, prensas hidráulicas, equipamentos de extrusão de alumínio e máquinas de injeção plástica, são alguns mecanismos que possuem vedação de êmbolo em seus sistemas.

O que é vedação de Haste?

As vedações de haste mantêm contato de vedação em movimento deslizante entre a tampa do cilindro e a haste do pistão. Muito utilizadas em cilindros hidráulicos para vedação de fluidos, elas possuem uma funcionalidade sensível, porque se ocorrer vazamentos externamente, podem contaminar o ambiente circulante.

Vedação de Haste – Simples ação:

Nas vedações de haste existem somente simples ação, diferente das vedações de êmbolo que podem ser de simples e dupla ação.

Tipos e Perfis de vedação de Haste

Existem vários tipos de vedações de Haste, para diferentes tipos de aplicações, segue abaixo alguns exemplos.

Gaxetas:

Alguns dos perfis mais utilizados são:

Raspadores:

Perfis mais utilizados são:

Sem alma metálica

Com alma metálica

Anéis guias:

São os mesmos perfis/tipos que as vedações de êmbolo, com cortes de 45°, reto ou em corte Z.

Conjunto de gaxetas (Chevron) para Haste:

Outros perfis de vedação de Haste:

Compostos/materiais mais utilizadas na fabricação de Vedações de Haste:

Os materiais/compostos utilizados para fabricação de vedações de haste são exatamente os mesmos que as vedações de êmbolo.

PODEMOS UTILIZAR AS VEDAÇÕES DE ÊMBOLO PARA VEDAR A HASTE OU VICE E VERSA?

Podemos, mas não todos os perfis, somente alguns vedantes. Tem Perfis que podemos utilizar tanto para vedar a haste quanto para vedar o êmbolo, pois são compactados, esses vedantes são conhecidos como vedações simétricas. Agora, se for utilizar uma vedação de haste para vedar o êmbolo (ou vice e versa) e não for uma vedação simétrica, com certeza apresentará algum problema de vazamento.

O QUE SÃO VEDAÇÕES SIMÉTRICAS?

São vedações que podem ser utilizadas tanto para vedar a haste quanto para vedar o êmbolo (Pistão), são compatíveis, porém não são recomendados quando a vedação precisar de um esforço maior em algum dos lábios.

A CGL Casa das Gaxetas é especializada em vedações industriais, está no mercado desde 1976. Unidade industrial com alta tecnologia e certificação ISO 9001. Entregamos para todo país, faça seu orçamento aqui.

Compartilhar:
Quais são os tipos de Vedações Industriais?

A vedação industrial pode ser desempenhada por diferentes produtos, os quais possuem como função vedar um sistema, ou seja, evitar que ocorra vazamentos de fluídos dentro de um sistema industrial.

Esses possíveis vazamentos que as vedações barram, podem ocorrer tanto do meio externo para interno, quanto o inverso, do meio interno para o externo. Na primeira situação, a vedação industrial previne a contaminação do sistema de uma máquina, por conta de fluidos externos, sejam estes líquidos, gasosos ou sólidos.

Já na segunda situação, a vedação industrial auxilia no combate à contaminação do meio ambiente, independente do estado físico dos fluidos.

Outra vantagem de uma vedação eficiente, é manter o bom funcionamento dos equipamentos, evitando desgastes e danos, que podem gerar custos adicionais às empresas, bem como uma queda na produtividade por máquina parada em manutenção.

E para quem acha que uma vedação industrial está limitada para sistemas fixos dentro de uma fábrica, se engana, pois é possível encontrar este tipo de vedação em diferentes máquinas, dos mais distintos segmentos, tais como químico, petrolífero, automobilístico e até mesmo alimentício.

Existem vários tipos/elementos de vedações para aplicações diferentes, na indústria em geral, são utilizados em diversas maquinas e implementos e em sistemas Hidráulicos e Pneumáticos. Podemos classificar em dois grandes grupos em relação ao movimento, Vedações Estáticas e Vedações Dinâmicas, alguns elementos podem ser utilizados nos dois, segue abaixo detalhes de cada um.

Vedações Estáticas:

A vedação estática, como o próprio nome diz, é utilizada em sistemas estáticos, onde não há movimento entre as peças, mas há a necessidade de vedar dois meios em um único sistema, como por exemplo, tampa de bombas hidráulicas, redutores etc.

Dentre as opções para vedação estática podemos citar os seguintes produtos:

Anéis de vedação O-ring, X-ring, Arruelas, Juntas, Perfis de Borracha, Assento de válvula, Anel União, Anel Backup(apoio).

OBS: Os anéis O-ring e X-ring também podem ser utilizados como vedação dinâmica.

Vedações Dinâmicas:

A vedação dinâmica é utilizada em sistemas onde se tem componentes em movimento, como por exemplo, bombas, cilindros hidráulicos e pneumáticos, agitadores, entre outros. Estes movimentos podem ser Alternativos, Rotativos e Oscilantes.

Movimentos Alternativos: É o famoso movimento de vai e vem, muito utilizados em atuadores (Cilindros hidráulicos e pneumáticos) dentre os tipos de vedação alternativa, podemos citar os seguintes produtos:

Gaxetas, raspadores, Anéis e Fitas Guia, Diafragma.      

Movimentos oscilantes: É o movimento de abre e fecha, muito utilizado em válvulas. Dentre os tipos de vedação oscilante, podemos citar os seguintes produtos:

Anéis O-ring, Gaxetas trançadas e Anel X-ring.

Movimentos rotativos: É quando se tem um eixo girando dentro de uma câmara onde contém um líquido que deve ser vedado por um elemento de vedação. Muito utilizados em bombas, reatores, misturadores, agitadores. Dentre os tipos de vedação rotativa, podemos citar os seguintes produtos:

Retentores, Anéis V-rings, Selos mecânicos, Gaxetas Trançadas, Anéis x-ring.

A grande maioria dos elementos de vedação possui modelos/perfis diferentes, para atender diversos tipos de maquinários e uma série de aplicações. Abaixo segue um breve resumo dos mais utilizados.

GAXETAS:

Um dos elementos de vedação mais conhecido e utilizado, define-se Gaxeta como sendo um anel com lábio ou lábios que fazem a vedação de sistemas hidráulicos ou pneumáticos. É denominada de vedador automático, por sua capacidade de vedar com a própria pressão exercida contra a parede do cilindro da haste ou do êmbolo.

A função da gaxeta é vedar sistemas de movimentos alternativos que fogem à capacidade de vedação dos anéis o-rings, com a vantagem de apresentar excelente desempenho e desgaste mínimo pelo fato de a pressão sobre os lábios ser proporcional à pressão do fluído.

Tipos/ Perfis mais utilizados:

Tipo “U”, “L”, “H”, “T”, “B”, “V”, Chevron entre outras, algumas com anel o-ring.

ANEL RASPADOR:

O Anel raspador é um vedante formado por uma peça com um lábio de raspagem de ângulo positivo e uma seção rígida para montagem, com ou sem anel metálico. Seu lábio não tem a função de vedar.

A Principal função do anel raspador é prevenir a entrada de partículas contaminantes e umidades que se depositam nas hastes de sistemas hidráulicos ou pneumáticos, com o objetivo de proteger as superfícies internas do equipamento.

Tipos/ Perfis mais utilizados:

Com capa metálica: AS1, AS2

Sem alma Metálica: AS8, AS3 AS9 entre outros.

ANEL O-RING:

É definido como um vedador estático ou dinâmico de borracha com um formato de anel e seção circular, o qual é alojado em uma ranhura pré-dimensionada, que submete a seção do anel a uma pressão, assegurando assim a vedação inicial do sistema. O O-ring é o mais versátil de todos os vedadores e tem vasta aplicação no campo das vedações, principalmente na hidráulica e pneumática.

Tipos/ Perfis mais utilizados:

Quanto a medida, são conhecidos como milimétricos ou em polegadas (Standard).

RETENTOR:

Um dos elementos de vedação rotativa mais utilizados, conhecido como vedador de óleo, é um vedador dinâmico, que possui um anel metálico para dar rigidez ao perfil e uma vedação de borracha acoplada com mola helicoidal.

A função do retentor é assegurar a vedação entre um eixo com movimento rotativo e uma base estacionária, através de uma carga prévia da borracha do lábio de vedação e da pressão da mola.

Tipos/ Perfis mais utilizados:

BR (R5), BRG(R2), BA(A5), BLG(B2PT), B(B5), BAG(A2), BG(B2) entre muitos outros.

ANEL E FITA GUIA:

Podem ser definidos como anéis de apoio, comumente fabricados em Poliacetal(POM), PTFE(Puro, ou com cargas de bronze, grafite, carbono e fibra de vidro), poliéster, entre outros materiais. São utilizados no conjunto êmbolo/haste de movimento recíproco em sistemas hidráulicos e pneumáticos. A principal função dos Anéis Guia e das fitas Guia é evitar o contato metal-a-metal das peças em movimento dentro de um cilindro hidráulico ou pneumático.

Tipos/ Perfis mais utilizados:

Os anéis guias podem ter cortes de 45°, 90°, em Z, ou sem corte, são comercializados em peças. As fitas geralmente são comercializadas em rolos ou metros.

ANEL X-RING:

Os anéis de vedação X-rings também são conhecidos como Q-rings, possuem duas superfícies de contato vedante, o que garante um melhor desempenho como elemento vedador, melhor estabilidade no alojamento e resistência a torção quando montados. Atuam em sistemas estáticos e dinâmicos com pressões até 60 bar (dependendo da dureza do elastômero até 80 bar).

ANEL V-RING:

V-ring é um anel de vedação (vedador com formato de anel) e seção definida, com lábio de vedação em uma das extremidades e corpo para dar rigidez a peça. Ele é fixado no eixo sob pressão e gira solidário ao mesmo, proporcionando excelente eficiência.

Tipos/ Perfis mais utilizados:

Tipo “A”, “L”, “S” entre outros.

SELO MECÂNICO:

É um dispositivo mecânico de forma cilíndrica, de alta tecnologia e alta performance que elimina e previne vazamentos de fluídos, líquidos ou gases sob pressão na caixa de selagem ou câmara do selo, de bombas centrífugas, bombas hidráulicas, reatores, onde o eixo rotativo atravessa seu corpo.

Tipos/ Perfis mais utilizados:

Linha Branca: Tipo 33, Tipo 38, Tipo 41, Tipo 42 Água, Tipo 42 Óleo

Linha Industrial: Tipo 01, Tipo 02, Tipo 04, Entre outros.

ARRUELA:

A arruela, apresenta formato anelar e é utilizada para realizar vedações Estáticas, de modo a interromper a passagem de fluídos de uma peça para outra.

Tipos/ Perfis mais utilizados:

Metálicas, não metálicas, lisas.

PERFIL DE BORRACHA:

É uma vedação estática, versátil, para oferecer uma melhor proteção, mais vedação e pode até servir como forma de acabamento quando existem duas superfícies diferentes. Muito utilizado na vedação de portas.

Tipos/ Perfis mais utilizados:

Maciços, esponjosos, vazados/ocos, tipo “U”, lisos e com insertos metálicos.

DIAFRAGMA:

O diafragma é um tipo de elemento de vedação. Ele serve para impedir a passagem de um fluido, vapor ou gás de um sistema, mantendo sua operação intacta e preservando tanto a máquina, quanto os arredores (já que esses materiais podem ser danosos).

ASSENTO DE VÁLVULA:

É uma vedação estática, muito utilizado em válvulas. É a parte do cabeçote que serve como uma espécie de “cama” para a base das válvulas de escape e de admissão, sendo responsável por garantir um encaixe preciso entre a válvula e o cabeçote, isolando o conjunto.

GAXETAS TRANÇADAS:

São elementos de vedação dinâmica, na maioria das vezes, mas podem ser  utilizadas em algumas aplicações estáticas. Existe gaxetas trançadas para vedação de fluídos e para isolamento térmico, são muito utilizadas em bombas de processo e válvulas

Tipos/ Perfis mais utilizados:

Da linha TEADIT, que a Casa das Gaxetas comercializa, os mais utilizados são:

2200 DIG, 2000S, 2000IC, 2025, 2202, 2200, 2235, 2070, 2007G, 2005, 2006, 2004, 2017, 2019, 2030,2043, 2062, 2153, 2777, 2773, 2774 entre outras.

ANEL UNIÃO:

É uma vedação estática, parecido com uma arruela, mas possui inserto metálico. Muito utilizado em sistemas de alta pressão junto com parafuso.

ANEL BACKUP (APOIO):

Também conhecido como anel de apoio, é uma vedação estática, muito utilizado para evitar a extrusão dos vedadores quando submetidos a alta pressão.

Tipos/ Perfis mais utilizados:

Côncavos, lisos, expirais entre outros.

JUNTAS:

É uma vedação estática, quando comprimido entre duas partes de uma união flangeada, evita o vazamento do fluido nos equipamentos/. Podem ser fabricadas com diversos materiais, lençóis de borracha, papelão hidráulico, metais entre outros.

Tipos/ Perfis mais utilizados:

Metálicas, não metálicas, RF (Sem furação para parafuso) e FF (Com furação para parafuso)

Além dos elementos de vedação citados acima, existe também os especiais, conhecidos como os conjuntos de vedações, RS09 para vedação de haste e PS08 para vedação de êmbolo. É uma combinação de uma peça, geralmente produzida em Teflon (PTFE puro, ou com cargas de bronze, carbono, grafite) com um anel o-ring.

A CGL Casa das Gaxetas é especializada em vedações industriais, está no mercado desde 1976. Unidade industrial com alta tecnologia e certificação ISO 9001. Entregamos para todo país e América do Sul, faça seu orçamento aqui.

Compartilhar:
O que é uma Gaxeta

 

Define-se Gaxeta como sendo um anel com lábio ou lábios que fazem a vedação de sistemas hidráulicos ou pneumáticos. É denominada de vedador automático, por sua capacidade de vedar com a própria pressão exercida contra a parede do cilindro da haste ou do êmbolo.

Geralmente, é desejável que a gaxeta seja feita de um material até certo ponto flexível, de modo que seja capaz de deformar e preencher firmemente o espaço para o qual foi projetado, incluindo pequenas irregularidades.

QUAL A FUNÇÃO DA GAXETA?

A função da gaxeta é vedar sistemas de movimentos alternativos que fogem à capacidade de vedação dos anéis o-rings, com a vantagem de apresentar excelente desempenho e desgaste mínimo pelo fato de a pressão sobre os lábios ser proporcional à pressão do fluído.

As gaxetas são utilizadas para uma variedade de indústrias e aplicações. O principal objetivo de uma vedação industrial é vedar a abertura entre um componente estático e rotativo.

É vital a utilização de vedações de alto desempenho para melhorar a eficiência dos equipamentos, economizando muito dinheiro e custos de energia para as empresas no caso de uma possível avaria.

O uso adequado e profissional de Gaxetas de vedação propicia:

  1. Reduzir a manutenção;
  2. Aumentar o tempo de atividade da máquina;
  3. Melhorar a segurança;
  4. Economizar energia e reduzir os custos totais;

QUAIS AS PRINCIPAIS APLICAÇÕES DAS GAXETAS?

As gaxetas fazem vedação para sistemas de baixas e altas pressões, dependendo da dureza de seu material, modelo e perfil. São muito utilizadas em cilindros hidráulicos e pneumáticos.

As gaxetas modelos “U” e “L” podem ser adaptadas a sistemas de duplo efeito, mas exigem alojamentos maiores que os vedadores de embolo.

Consegue-se fabricar alguns modelos em couro que são de grande eficiência em sistemas onde as superfícies deslizantes são ásperas.

A seguir algumas indústrias que utilizam gaxetas hidráulicas, pneumáticas ou uma combinação de ambos.

1. Máquinas e Implementos agrícolas

Para atender às altas demandas da época de colheita, é essencial que as máquinas agrícolas funcionem com a máxima eficiência. Além disso, essas máquinas enfrentam exposição diária aos raios UV, condições climáticas flutuantes e contaminação frequente do ambiente. Assim, no reparo e manutenção de equipamentos agrícolas, o uso de vedações de alto desempenho é muito importante para a produtividade e redução de despesas.

2. Metal-Mecânico

As gaxetas são muito utilizadas em máquinas equipamentos industriais. No setor metal mecânico podemos destacar sua utilização em cilindros hidráulicos e pneumáticos também como em prensas.

3. Indústria Automotiva

Os engenheiros preferem as gaxetas pneumáticas, pois são mais silenciosas e limpas, o que pode evitar que qualquer vazamento contamine o ambiente. Materiais absorventes de som, como poliuretano e borracha, são eficazes na obtenção de economias significativas de ar comprimido.

4. Indústria Alimentícia

Gaxetas pneumáticas, vedações energizadas por mola, anéis o-rings, raspadores e anéis guia são usados em máquinas de fabricação e embalagem na indústria alimentícia. No setor alimentício e farmacêutico utiliza-se muito materiais/compostos atóxicos, como NBR FDA , PU-FDA, PTFE e SILICONE para vedar equipamentos que ficam em contato com alimentos.

5. Mineração

A gaxeta hidráulica é amplamente utilizada em máquinas de mineração subterrânea. A segurança é um componente crítico ao lidar com equipamentos de mineração e o uso de peças de alto desempenho são essenciais para garantir que as vedações durem mais que a manutenção programada e que o tempo de inatividade seja reduzido ao mínimo.

 

7. CENTRAIS DE ENERGIA (VENTO/ÁGUA/CARVÃO/NUCLEAR)

Problemas comuns de vedação geralmente incluem o vazamento de juntas ao longo do tempo. Os selos de qualidade são particularmente importantes nessas indústrias para reduzir o risco de vazamentos que causam sérias preocupações de segurança e têm custos significativos associados à correção do problema.

8. EQUIPAMENTO DE MOVIMENTO DE TERRA

Vedações de óleo de alto desempenho e kits de vedação hidráulica são necessários para terraplenagem pesada, escavadeiras, tratores e retroescavadeiras. A indústria de mineração e construção é a maior usuária de vedações de alto desempenho.

9. Industria Naval

De navios comerciais a barcos pessoais, todas as bombas rotativas e sistemas relacionados exigem vedações para funcionar. Para garantir qualidade e confiabilidade.

10. Petróleo e Gás

A alta demanda da indústria de petróleo e gás depende de selos de qualidade para proteger a produtividade e a lucratividade. Vedações de óleo, anéis de vedação e vedações mecânicas feitas de materiais de alta qualidade.

COMO É FEITA A MONTAGEM DAS GAXETAS?

As gaxetas são montadas com os lábios de vedação voltados para o fluido (Área da Pressão) a ser vedado e aconselha-se recobri-los com óleo ou graxa limpa para facilitar a montagem e manter os lábios lubrificados, principalmente para sistemas pneumáticos. Durante a montagem, se as gaxetas precisarem passar sobre roscas, furos radiais, canais etc., será indispensável o uso de dispositivos para evitar danos nos lábios de vedação.

Obs: As gaxetas são montadas com lábios de vedação voltados para o fluído fluido (Área da Pressão).

QUAL A DIFERENÇA ENTRE GAXETA HIDRÁULICA E GAXETA PNEUMÁTICA?

A principal diferença é que os sistemas hidráulicos usam líquidos como água e óleo para transmitir energia, quando os sistemas pneumáticos usam ar para transmitir energia.

As gaxetas hidráulicas destinam-se ao uso em cilindros hidráulicos e outros tipos de aplicações dinâmicas de alta pressão. As vedações pneumáticas são usadas em válvulas e cilindros pneumáticos para aplicações que exigem pressões operacionais mais baixas.

Certas aplicações também contam com gaxetas hidráulicas e pneumáticas para separar fluidos e gases, respectivamente. No entanto, ambas as vedações podem converter a potência do fluido em movimento linear.

As gaxetas pneumáticas podem ser confundidas facilmente com gaxetas hidráulicas devido ao seu perfil de vedação semelhante. A principal diferença é que as vedações pneumáticas são acionadas usando ar comprimido. O ar das vedações pneumáticas é filtrado para remover contaminantes que possam causar corrosão no cilindro. As vedações pneumáticas são geralmente usadas em aplicações de alta velocidade.

QUAL A DIFERENÇA ENTRE GAXETA E RETENTOR

As gaxetas, normalmente, vedam sistemas alternativos e são fabricadas de apenas um composto, já os retentores, normalmente, vedam sistemas rotativos e na maioria das vezes são fabricados com um composto mais inserto metálico e mola.

O QUE É UMA GAXETA BIDIRECIONAL?

É uma gaxeta que faz a vedação em cilindros hidráulicos ou pneumáticos de duplo efeito (veda para os dois lados).

QUAIS OS MATERIAIS/COMPOSTOS MAIS UTILIZADOS PARA FABRICAÇÃO DE GAXETAS HIDRAULICAS E PNEUMÁTICAS?

Os compostos mais utilizados na fabricação de gaxetas hidráulica e pneumática são a borracha nitrílica (NBR) e o poliuretano (PU), porém também podem ser fabricadas em outros tipos de compostos/materiais como Viton (FPM), Silicone, PTFE, EPDM entre outros. Normalmente, as gaxetas de PU são mais utilizadas em sistemas hidráulicos e a Borracha (NBR) nos sistemas pneumáticos.

QUAL A DIFERENÇA ENTRE GAXETASDE BORRACHA (NBR) E GAXETAS DE FPM (VITON)?

As gaxetas fabricadas em borracha (NBR) tem um custo menor e sua resistência a deformação permanente é melhor. Já as gaxetas fabricadas em FPM, conhecido como Viton, suportam uma faixa de temperatura maior, até 210°C em pico podendo chegar a 260°C, enquanto a borracha suporta até 120°C. Outra grande vantagem do Viton é sua excelente resistência a ataques químicos, muito superior a borracha, essas são as principais diferenças.

COMO ESPECIFICAR A GAXETA IDEAL?

A gaxeta ideal para cada aplicação é a que atende as condições de trabalho. Temperatura, pressão, fluido, movimento e características dos equipamentos. Com estas informações conseguimos identificar o perfil/tipo e composto ideal. As medidas nominais em relação ao alojamento mais importantes são Diâmetro Interno x Diâmetro externo x Altura.

QUAL A VIDA ÚTIL DE UMA GAXETA?

A vida útil de uma gaxeta depende de vários fatores. Materiais/compostos utilizados, situação e condição de trabalho do equipamento a ser vedado e também a qualidade da vedação, em relação as propriedades do composto, acabamento da peça e se possui qualquer tipo de defeito como, bolhas ou rasgos nos lábios. O acabamento superficial da haste ou da camisa do equipamento também é importante para a durabilidade do vedante.

QUAIS OS PRINCIPAIS PERFIS DE GAXETAS?

Existem diversos tipos de Perfis/Modelos de Gaxetas, um dos mais utilizados é o perfil “U”, utilizado tanto para sistemas hidráulicos quanto pneumáticos. Perfis utilizando anéis o-rings como energizadores também são bastante utilizados.

O QUE É UMA GAXETA RASPADOR?

É um vedante formado pela junção de um anel raspador com uma gaxeta “U”, formando um conjunto compacto, reduzindo a altura do alojamento. Utilizada em sistemas hidráulico e pneumáticos para vedação de haste.

Abaixo, segue tabelas de gaxetas hidráulicas e pneumáticas, com medidas e perfis padrões de mercado.

Gaxetas Hidráulicas

Gaxetas Pneumáticas

Existem outros perfis/modelos de gaxetas Hidráulicas e Pneumáticas, especiais e sob medida. Clique aqui para visitar o menu das vedações usinadas e visualizar os perfis disponíveis para fabricação.

A CGL Casa das Gaxetas é especializada em vedações industriais, está no mercado desde 1976. Unidade industrial com alta tecnologia e certificação ISO 9001. Entregamos para todo país, faça seu orçamento aqui.

Compartilhar:
Fatores que definem a vedação ideal
Na hora de escolher a vedação ideal para o seu equipamento, é necessário levar alguns aspectos em consideração para que a função da mesma seja de fato eficaz e sua vida útil prolongada. Por isso, hoje, preparamos uma lista com os principais fatores que devem ser analisados antes de definir o perfil e o composto certo para realizar a vedação do seu caso. Confira!

1.   Faixa de pressão

Um dos fatores que devem ser analisados previamente é a pressão a qual a vedação será submetida, sendo que cada tipo de sistema/equipamento apresenta uma faixa de pressão de trabalho específica. É necessário avaliar qual a variação de pressão que a vedação suporta, tendo em vista que não é ideal que a vedação trabalhe no seu limite, pois isto poderá causar avarias ao sistema.

2.   Temperatura

Outro fator relevante é a temperatura que a vedação será submetida, pois os compostos/materiais suportam faixas diferentes. Como orientação, sugerimos evitar condições de trabalho extremas, com  pressão e temperatura elevadas, isso reduz a vida útil dos vedantes.

3.   Tipo de fluído

O tipo de fluído utilizado no sistema é um dos principais fatores a ser analisado, onde poderemos analisar a compatibilidade química com o material/composto ideal. Exemplificando, há vedações fabricadas a partir de compostos que não atuam bem diante de fluidos alcalinos, com pH baixo, já outros materiais não suportam fluídos com pH ácido, e há aquelas que podem atuar em uma determinada faixa que vai de 4 a 10 na escala de pH, por exemplo. É importante ficar atento ao estado do mesmo, se ele é líquido ou gasoso, qual a sua viscosidade, seu potencial cristalizante, e assim por diante.  Estas características são importantes pois no caso de um fluido que tenha sólidos suspensos, é importante escolher uma vedação resistente à abrasão, já em um sistema com fluido gasoso, é interessante buscar por uma vedação autolubrificante. Conhecer de fato o tipo de fluido e suas características fará com que a vedação certa seja escolhida, e por consequência, que a vida útil da mesma seja prolongada, pois tende a ter menos desgaste durante seu uso.

4.   Movimento do Sistema

Outro fator determinante é o movimento do sistema que será vedado, onde o mesmo pode ser tanto estático quanto dinâmico. Dentro de um sistema estático não há movimento entre as peças da máquina, mas a vedação tem como objetivo vedar dois meios dentro do mesmo sistema, para impedir que haja vazamento do fluído interno para o meio externo, assim como barrar a entrada das impurezas do lado de fora para dentro do sistema. Em um sistema estático, o tipo de vedação pode seguir um padrão com características voltadas para suportar a pressão do fluido. Já em um sistema dinâmico, a vedação é utilizada para selar componentes em movimento, como por exemplo, bombas hidráulicas, agitadores, cilindros, e assim por diante. O tipo de movimento dentro de um sistema dinâmico pode ser recíproco, alternativo, rotativo ou oscilante, e para escolher a vedação ideal, você deverá analisar qual tipo de movimento a mesma terá de suportar. Vale salientar que é importante que todos os fatores citados acima sejam analisados em conjunto antes de tomar a decisão em relação à vedação a ser utilizada, pois nada adianta escolher uma peça que suporta a faixa de temperatura do sistema, mas que é fabricada a partir de um composto incompatível com o pH do fluído a ser vedado. Temos a solução ideal para a vedação industrial da sua empresa. Entre em contato com um dos nossos especialistas.  A CGL – Casa das Gaxetas é especialista em vedações industriais, está no mercado desde 1976 e possui certificação ISO 9001. Entregamos para todo país, faça seu orçamento aqui.
Compartilhar:
Vedação em Kalrez®
Você já ouviu falar sobre as vedações em Kalrez®? São amplamente utilizadas nos mais distintos setores da indústria, e isto se dá, por ser um produto com altíssima qualidade e eficiência. Sendo assim, hoje vamos trazer informações pertinentes sobre este tipo de vedação, para que todos possam conhecer e compreender mais sobre este produto singular.

Mas afinal, o que significa Kalrez®?

Kalrez® é um perfluorelastômero desenvolvido pela DuPont Performance Elastomers, uma cadeia de polímeros que resulta em um material altamente resistente, estável e inerte, se tornando assim uma excelente matéria-prima para vedações com as mais variadas aplicabilidades.

Características relevantes das vedações em Kalrez®

O Kalrez® é um material altamente versátil, o que torna as vedações fabricadas a partir dele produtos com características notáveis e surpreendentes. Dentro das principais características das vedações em Kalrez®, podemos destacar as seguintes:

Aplicabilidades da vedação em Kalrez®

Como colocado anteriormente, as vedações em Kalrez® possuem ampla aplicabilidade, podendo ser encontradas em distintos setores da indústria, tais como: farmacêutico, alimentício, aeronáutico, aeroespacial, automotivo, náutico, petrolífero, eletrônico, indústria de gás, setor de mineração entre outros. As vedações em Kalrez® aparecem em forma de diferentes perfis, como por exemplo anéis o-ring, diafragmas, distintos selos, assim como em outros modelos de acordo com a necessidade de cada sistema. Exemplificando, este tipo de vedação pode ser encontrada em tampas de tubos, válvulas de segurança subterrâneas, em botas à prova d’água, em aparelhos de exploração, em juntas telescópicas, em motores de turbinas industriais a gás, em unidades auxiliares de energia, em acionadores hidráulico, em válvulas de purga de ar e conexões, e muito mais. Temos a solução ideal para a vedação industrial da sua empresa. Entre em contato com um dos nossos especialistas.  A CGL – Casa das Gaxetas é especialista em vedações industriais, está no mercado desde 1976 e possui certificação ISO 9001. Entregamos para todo país, faça seu orçamento aqui.
Compartilhar:
Vedação de êmbolo

Hoje a Casa das Gaxetas trouxe alguns dados relevantes referentes às vedações para êmbolo, um tipo de vedação fundamental para sistemas hidráulicos e pneumáticos, confira!

Qual a função da vedação de êmbolo?

A vedação de êmbolo tem como principal função evitar que fluídos passem pelo êmbolo até o outro lado da câmara, no momento em que o cilindro é pressurizado.

Simples ação x Dupla ação

Você irá encontrar vedações para êmbolo para sistemas de simples ação e para sistemas de dupla ação, mas você sabe qual a diferença?

Na vedação de simples ação  a pressão no cilindro é só de um lado do êmbolo, para retornar usa sistema de molas ou ação da gravidade.

Já na vedação de dupla ação, recebe pressão dos dois lados do êmbolo

Perfis de vedação de êmbolo

As vedações de êmbolo são fabricadas em diferentes perfis, onde cada modelo é indicado para diferentes tipos de condição de trabalho.

Dentre os perfis de vedação para êmbolo você irá encontrar, anéis guias, gaxetas, vedações bidirecionais e conjuntos de gaxetas.

Matérias-primas utilizadas na fabricação

As vedações de êmbolo, tanto de simples quanto de dupla ação, podem ser fabricadas a partir de diferentes matérias-primas, de acordo com a necessidade do sistema e condição de trabalho.

Os principais materiais utilizados são os seguintes:

  • PU – Poliuretano;
  • POM – Poliacetal;
  • FPM – Viton;
  • PTFE – Teflon, puro e com cargas de Bronze, grafite e carbono;
  • Borracha NBR;
  •  

Principais aplicações

Sistemas hidráulicos e pneumáticos requerem a presença de vedação para êmbolo, assim como qualquer outro equipamento que possua um pistão.

Você irá encontrar este tipo de vedação na indústria petrolífera, siderúrgica, hidrelétrica, cimenteira, metalúrgica, entre muitas outras.

Para exemplificar, guindastes, equipamentos de extrusão de alumínio e máquinas de injeção plástica, são alguns mecanismos que possuem vedação de êmbolo em seus sistemas.

Temos a solução ideal para a vedação industrial da sua empresa. Entre em contato com um de nossos vendedores.

A CGL – Casa das Gaxetas é especialista em vedações industriais, está no mercado desde 1976 e possui certificação ISO 9001. Entregamos para todo país, faça seu orçamento aqui.

Compartilhar:
Vedações em Viton

Também conhecido como FPM, o Viton® é um elastômero a base de borracha fluoretada, o qual serve como matéria-prima para diversos tipos de vedações industriais, as quais se tornam produtos versáteis e amplamente utilizados.
Hoje disponibilizaremos algumas informações relevantes sobre as vedações em Viton®/FPM, para você conhecer um pouco mais destes produtos. Confira:

Principais características das vedações em Viton®

Entre as propriedades das vedações em Viton®, podemos colocar como relevantes as seguinte características:

  • Suporta grande variação de temperatura, trabalhando em uma faixa entre -20 °C e +210/260 °C;
  • Possui excelente resistência ao calor, a intemperismos e ao ozônio;
  • Têm alta resistência a produtos químicos e a variados compostos orgânicos;
  • É resistente a óleos minerais, óleos vegetais, óleos de silicone e óleos biodegradáveis;
  • Têm alta resistência a fluídos hidráulicos;
  • Excelente resistência a álcool, diesel, gasolina e demais combustíveis;
  • Possui dureza Shore A entre 60 e 95;
  • Não possui resistência ao vapor d’água.

Tipos de vedações em Viton®/FPM

O Viton®/FPM é utilizado na fabricação de distintos modelos de vedações para indústria, você irá encontrar raspadores, anéis de vedação, vedações de flange, energizadores de borracha, vedações dinâmicas e estáticas, vedações rotativas, vedações de haste, anéis o-rings e vedações de êmbolo, confeccionados a partir desta matéria-prima.

Principais aplicações

Dentre as principais aplicações das vedações em Viton®, podemos colocar os sistemas em que é necessária resistência a altas temperaturas e/ou resistência química.

Você irá encontrar vedações em Viton® na indústria alimentícia, na indústria frigorífica, em indústrias de refrigeração, em indústrias químicas, siderúrgicas entre outras.

 

Temos a solução ideal para a vedação industrial da sua empresa. Entre em contato com um de nossos vendedores.

A CGL – Casa das Gaxetas é especialista em vedações industriais, está no mercado desde 1976 e possui certificação ISO 9001. Entregamos para todo país, faça seu orçamento aqui.

Compartilhar:
Palestra Sobre Vedantes – (Hidráulica e Pneumática)

Visando aprimorar o conhecimento técnico de nossos clientes e parceiros, a CGL – Casa das Gaxetas oferece, como benefício, uma palestra onde são abordados os tipos de vedações industriais, especificação de perfil, composto e tipo de vedante, além do manuseio e utilização correta de cada tipo de material, evitando falhas na montagem.

A palestra é dirigida a mecânicos, montadores, engenheiros, projetistas, técnicos e compradores, e além desses, também é destinada a estudantes com conhecimento técnico em hidráulica e pneumática, em universidades de toda a região.

Com um processo inovador, de fabricação, em vedações usinadas apresentado, tudo com alta tecnologia, a palestra traz inúmeros benefícios para quem busca se aprofundar no assunto. 

O palestrante responsável é o diretor técnico da CGL – Casa das Gaxetas, engenheiro mecânico, com mais de 30 anos de experiência em vedações.

A palestra tem uma duração aproximada de 3 horas, sendo dividida em três partes, onde cada uma apresenta um tema específico, e discorre sobre todos os pontos do mesmo.

As etapas da palestra são as seguintes:

  • Parte 1

Princípios de vedação com o’rings e gaxetas

Vedações estáticas e dinâmicas, classificação quanto aos movimentos, formas, fatores que afetam a performance dos vedantes, atrito, características dos vedantes, dimensões, seleção, análise de falhas e aplicação de o’rings e gaxetas.

  • Parte 2

Princípios de vedação com retentores

Introdução, instalação correta, análise de falhas de vazamentos, seleção e aplicação dos retentores.

  • Parte 3

Princípios de vedações usinadas

Introdução, seleção de perfis, escolha de material e dimensões de alojamentos.

Além disso, a palestra conta com um tempo dedicado a tirar dúvidas técnicas do dia a dia do cliente e usuário.

Vale ainda ressaltar, que ao final da palestra, é emitido um certificado de participação.

Solicite informações com nossa equipe de vendas.

A CGL – Casa das Gaxetas é especialista em vedações industriais, está no mercado desde 1976 e possui certificação ISO 9001. Entregamos para todo país, faça seu orçamento aqui.

Compartilhar:
Vedações em Borracha – NBR

O material NBR é um dos elastômeros mais utilizados em aplicações de vedações, principalmente pelas boas características físicas e resistência química aos fluídos hidráulicos e pneumáticos mais comuns.

Vedações em NBR são muito utilizadas em máquinas, equipamentos e sistemas industriais, principalmente na pneumática.

Saiba mais sobre o assunto:

O que é NBR?

Também conhecida como borracha nitrílica, NBR é uma borracha sintética de acrilonitrilo butadieno, a qual é altamente versátil e resistente, por isto se tornou uma escolha comum para a fabricação de vedações industriais.

Características relevantes das vedações em NBR

Confira algumas características relevantes das vedações fabricadas em borracha nitrílica:

  • Possui baixo custo;
  • Ótima resistência à deformação permanente;
  • Pode atuar em faixas de temperatura entre -30ᵒC e 120ᵒC;
  • É altamente eficiente na vedação de gases;
  • Possui resistência a óleos minerais, vegetais e animais;
  • É resistente à gasolina e óleo diesel;
  • Possui alta resiliência;
  • É resistente à água em temperatura de até 70ᵒC;
  • Alta resistência mecânica a impactos;

Vale ressaltar também, que as vedações em NBR não devem ser utilizadas em sistemas industriais que trabalhem com vapor, fluídos do tipo HFD, ozônio e com oxigênio, pois a borracha nitrílica não apresenta resistência a estes compostos.

Principais aplicações das vedações em NBR

Como dito anteriormente, as vedações em NBR são as mais utilizadas em sistemas industriais, estando presentes em setores do tipo naval, petroquímico, têxtil, mineral, automotivo, alimentício entre outros.

As vedações em NBR mais utilizadas são gaxetas, anéis o-rings, retentores, raspadores, anéis de apoio, arruelas, x-rings, v-rings entre outros.

Temos a solução ideal para a vedação industrial da sua empresa. Entre em contato com um de nossos vendedores.

A CGL – Casa das Gaxetas é especialista em vedações industriais, está no mercado desde 1976 e possui certificação ISO 9001. Entregamos para todo país, faça seu orçamento aqui.

Compartilhar:
WhatsApp - Casa das Gaxetas