Protetor Contra Fogo – Firesafe

Hoje separamos alguma informações sobre o Protetor Contra Fogo Firesafe da Teadit, para que você possa entender mais sobre este produto tão relevante dentro do setor industrial. Confira!

O que é e para que serve o protetor contra fogo?

O protetor contra fogo pode ser definido como uma espécie de “abraçadeira” de tecido, a qual envolve os parafusos da válvula wafer, com o intuito de garantir a segurança em tubulações de alto risco em um eventual incêndio.

Ou seja, esta peça foi projetada para bloquear a saída de fluídos inflamáveis das tubulações, bem como para resistir ao fogo no caso de se instalar um foco de incêndio nos parafusos ou no sistema de uma indústria.

Vantagens do Protetor Contra Fogo Firesafe

O protetor Firesafe possui diversas características positivas, e dentre elas podemos elencar as seguinte:

  • Fácil instalação, com fechamento em velcro e braçadeiras de metal;
  • É encontrado em diferentes tamanhos;
  • Pode ser feito sobre medida;
  • Garante uma maior segurança para o ambiente e para as pessoas que ali circulam;
  • Por apresentar Firesafe em seu sistema, tende a baixar o custo do seguro do seu empreendimento, pois a seguradora considera que medidas de segurança adequadas estão sendo tomadas;
  • Minimiza impactos de possíveis incêndios, pois evita que fluídos inflamáveis passem do meio interno para o externo, caso contrário, o vazamento poderia causar um aumento no fogo, e consequentemente maiores perdas.

Material utilizado para a confecção

O protetor contra fogo Firesafe utiliza em sua composição múltiplos tecidos técnicos, projetados para resistir ao fogo.

A parte interna da peça é feita com um material com alta resistência ao fogo, e a parte externa, traz ainda, resistência contra intempéries e luz UV.

Principais aplicações

A principal aplicação do protetor Firesafe é em tubulações de alto risco, envolvendo as válvulas Wafers do sistema.

Este tipo de tubulação de alto risco é facilmente encontrada nas indústrias químicas, petroquímicas, refinarias e plataformas de petróleo, por exemplo.

Temos a solução ideal para a vedação industrial da sua empresa. Entre em contato com um dos nossos especialistas. 

A CGL – Casa das Gaxetas é especialista em vedações industriais, está no mercado desde 1976 e possui certificação ISO 9001. Entregamos para todo país, faça seu orçamento aqui.

Compartilhar:
Protetor de Flange Chemsafe

Hoje separamos informações relevantes sobre o Protetor de Flange Chemsafe, para que você possa entender um pouco mais sobre essa peça importante tão dentro do setor de vedação industrial.

O que é e para que serve o protetor de flange?

Um protetor de flange é uma espécie de capa protetora que é instalada sobre os flanges ou emendas de tubulação. Ela tem o objetivo de evitar que jatos de fluídos químicos ou com altas temperaturas saiam das tubulações de um sistema, no caso de acontecer alguma adversidade no funcionamento de tal.

Esta peça pode ser utilizada tanto para a prevenção, ou seja, ser instalada em todos os flanges de um sistema, ou como medida temporária, sendo instalada rapidamente ao verificar a presença de alguma adversidade, ficando sobre o flange até o conserto do mesmo.

Vantagens do Protetor de Flange Chemsafe

O Protetor de Flange Chemsafe possui inúmeras vantagens, e dentre elas podemos citar as seguintes;

  • Fácil instalação;
  • Alta durabilidade, podendo ser reutilizado por um longo período;
  • Alta resistência;
  • Segurança do ambiente e das pessoas ao redor;
  • Pode ser lavado;

Material utilizado para a confecção

O Protetor de Flange Chemsafe é confeccionado totalmente em PTFE 100%, incluindo os fios e cordões.

Esta matéria prima possui alta resistência, dando origem à uma peça resistente aos raios UV, ao ataque químico, a altas temperaturas e demais intempéries que normalmente danificam materiais como polímeros e borrachas.

Principais aplicações

O Protetor de Flange Chemsafe pode atuar em diferentes setores da indústria, desde indústrias químicas, refinarias, de produção de energia, de tratamento de água, e ainda, sendo aplicado sempre que houver tubulações em áreas de risco.

Como por exemplo, em tubulações na altura dos olhos, próximo a passagem de pessoas, em espaços fechados ou que transportam produtos inflamáveis.

Temos a solução ideal para a vedação industrial de sua empresa. Entre em contato com um dos nossos especialistas. 

A CGL – Casa das Gaxetas é especialista em vedações industriais, está no mercado desde 1976 e possui certificação ISO 9001. Entregamos para todo país, faça seu orçamento aqui.

Compartilhar:
Anéis Guia

Hoje iremos pautar algumas características dos anéis guia, muito utilizado em cilindros hidráulicos e pneumáticos nos pistões e hastes com movimentos recíprocos. Confira!

Você sabe o que são Anéis Guia?

Os anéis guia podem ser definidos como anéis de apoio, comumente fabricados em nylon, poliacetal e outros materiais, que são utilizados no conjunto êmbolo/haste de sistemas hidráulicos.

Para que servem?

A principal função dos anéis guia é evitar o contato metal-a-metal das peças em movimento dentro de um cilindro hidráulico.

Outra função desta peça é absorver as forças radiais/transversais dentro de um cilindro hidráulico, guiando a haste e o êmbolo.

Principais aplicações

Você irá encontrar anéis guia tanto dentro de cilindros hidráulicos quanto em cilindros pneumáticos, utilizados em distintos sistemas da indústria.

Vantagens dos anéis guia

Em relação aos anéis guia, podemos citar os seguintes pontos como vantagens desta peça:

  • Maior vida útil quando comparados a guias confeccionadas em metal;
  • Maior área de contato, devido a um alto grau de deformação elástica que a peça possui;
  • Alta resistência à pouca lubrificação (quando em baixa velocidade);
  • Baixo coeficiente de atrito;
  • Ampla variedade de tamanhos;
  • Alta resistência à abrasão;
  • Evita o desgaste da superfície do cilindro;
  • Mais leve e de fácil moldagem quando comparados a guias metálicos;
  • Possui custo de fabricação menor e consequentemente um preço final mais acessível;
  • Possuem compatibilidade em relação a maioria dos fluídos hidráulicos;

Diferentes materiais para a confecção

Como citado, os anéis guia são comumente fabricados em nylon ou poliacetal, mas podem possuir outros materiais em sua composição, de acordo com as necessidades do sistema.

Você poderá encontrar anéis guia com:

  • PTFE;
  • Carga de bronze;
  • Resina fenólica;
  • Resina de poliéster;
  • Fibra de vidro entre outros, dependendo da aplicação a ser destinado.

Quando se trata de fabricação e venda de vedação, nós temos a solução ideal para a para sua empresa. Entre em contato com um dos nossos especialistas pelo telefone e whatsapp através do número (51) 99911-2845.

A CGL – Casa das Gaxetas é especialista em vedações industriais, está no mercado desde 1976 e possui certificação ISO 9001. Entregamos para todo país, faça seu orçamento aqui.

Compartilhar:
Juntas de Expansão: Metálicas e Não Metálicas

As juntas de expansão são elementos muito utilizados para fazer a vedação em tubulações. Confira algumas informações importantes sobre este produto.

O que são juntas de expansão?

As juntas de expansão, que podem ser metálicas ou não metálicas, são elementos utilizados para conter a expansão ou contração térmica de tubulações, nas quais passam fluídos e gases com variações de temperatura.

As juntas de expansão também reduzem a oscilação e vibração da tubulação, diminuindo os impactos que esta trepidação pode vir causar ao sistema, aumentando a estabilidade e segurança do mesmo.

Características de juntas de expansão metálicas

As juntas de expansão metálicas podem ser fabricadas a partir de diferentes materiais, como o aço inox, liga de níquel e o aço carbono.

Os modelos deste elementos são variados, você irá encontrar peças denominadas como axiais, pantográficas, cardânicas, com dobradiças, atirantadas, entre outras.

A principal característica da junta de expansão metálica é que este elemento é compatível com a maioria dos fluídos encontrados na indústria.

Outro ponto destas peças, é que as juntas metálicas suportam elevadas temperaturas e elevada pressão.

Características de juntas de expansão não metálicas

As juntas de expansão não metálicas podem ser fabricadas a partir de diferentes matérias primas, tais como borracha natural, borracha nitrílica, fibra aramida, EPDM, silicone, fibra de vidro, neoprene ou fibra de cerâmica

Uma característica das juntas de expansão não metálicas, é que as opções em tecido podem suportar temperaturas de até 1200ºC e as opções em borracha até 120ºC, além de resistir a grandes variações de pressão.

Outro ponto, é que as opções não metálicas de tecido, são destinadas a tubulações por onde passam apenas gases limpos e com partículas sólidas, exemplo, os gases da queima da caldeira.

O formato deste tipo de junta de expansão também pode variar, você irá encontrar peças redondas, quadradas, com fole tubular ou em forma de carretel.

Aplicação das juntas de expansão

As juntas de expansão são versáteis, sendo elementos utilizados em diferentes ramos da indústria, você irá encontrar este componente presente em:

  • Siderúrgicas;
  • Indústria de cimento;
  • Indústria de açúcar;
  • Indústria de álcool;
  • Petroquímicas;
  • Indústrias químicas;
  • Mineração;
  • Refinarias de petróleo;
  • Indústria de celulose e papel;
  • Indústria de gás.

Temos a solução ideal para a vedação industrial de sua empresa. Entre em contato com um dos nossos especialistas. 

A CGL – Casa das Gaxetas é especialista em vedações industriais, está no mercado desde 1976 e possui certificação ISO 9001. Entregamos para todo país, faça seu orçamento aqui.

Compartilhar:
Vedações Dinâmicas e Estáticas

Tipos de vedação: Dinâmicas e Estáticas

O processo de vedação dentro de um sistema, tem como objetivo impedir a passagem das substâncias de um meio para outro, isolando os contaminantes do lado de fora, e mantendo líquidos, gases ou sólidos necessários dentro do sistema.

É possível encontrar dois tipos principais de vedação, as dinâmicas e estáticas, onde cada qual, é utilizada em um sistema com características distintas.

 

Vedação Dinâmica

A vedação dinâmica é utilizada em sistemas onde se tem componentes em movimento, como por exemplo, bombas, cilindros, agitadores, entre outros. Estes movimentos podem ser Alternativos, Rotativos e Oscilantes.

 

Movimento Alternativo: 

É o famoso movimento de vai e vem, dentre os tipos de vedação alternativa, podemos citar os seguintes produtos:

– Gaxetas;

– Raspadores;

– Anéis O’ring;

Exemplos de aplicações: Atuadores (Cilindros) Hidráulicos e pneumáticos.

 

Movimento Rotativo:

É quando se tem um eixo girando dentro de uma câmara onde contém um líquido que deve ser vedado por um elemento de vedação.

Dentre os tipos de vedação rotativa, podemos citar os seguintes produtos:

– Retentores;

– Gaxetas;

– Raspadores;

– Anéis X’ring;

– Anéis V’ring;

– Selos mecânicos.

Exemplos de aplicações: Bombas, reatores, misturadores, agitadores.

 

Movimento Oscilante:

É o movimento de abre e fecha, dentre os tipos de vedação rotativa, podemos citar os seguintes produtos:

– Retentores;

– Gaxetas;

– Raspadores;

– Gaxetas Trançadas;

– Anéis O’rings;

Exemplos de aplicações: Válvulas.

 

Vedação Estática

Já uma vedação estática, como o próprio nome diz, é utilizada em sistemas estáticos, onde não há movimento entre as peças, mas há a necessidade de vedar dois meios em um único sistema, como por exemplo, tampa de bombas hidráulicas, redutores etc.

Dentre as opções para vedação estática podemos citar os seguintes produtos:

– Anéis O’ring;

– Gaxetas;

– Juntas cortadas;

– Juntas metálicas.

 

Como escolher o tipo de vedação ideal

Vale ressaltar que a escolha do tipo de vedação irá depender do seu sistema, cada dispositivo tem sua própria indicação.

Mas além disto, é imprescindível buscar por uma peça de qualidade, ainda mais quando o assunto é vedação industrial, pois somente assim é possível garantir um bom e seguro funcionamento das máquinas, o que consequentemente trará um melhor desempenho do sistema.

Uma peça de qualidade, também terá uma vida útil maior, o que consequentemente irá trazer um maior custo-benefício, pois o tempo para a troca necessária da peça se tornará mais longo.

Temos a solução ideal para a vedação industrial de sua empresa. Entre em contato com um dos nossos especialistas. 

A CGL – Casa das Gaxetas é especialista em vedações industriais, está no mercado desde 1976 e possui certificação ISO 9001. Entregamos para todo país, faça seu orçamento aqui.

Compartilhar:
Vedações Usinadas para Cilindros Hidráulicos

Confira algumas informações sobre vedações usinadas utilizadas em cilindros hidráulicos, para que você possa conhecer um pouco mais sobre estes produtos. 

O que são Vedações Usinadas para Cilindros Hidráulicos?

Um cilindro hidráulico em suma, é um atuador que têm como objetivo transformar a energia hidráulica em energia mecânica, e as vedações usinadas para este equipamento, têm como objetivo, assim como o próprio nome já faz referência, vedar o sistema, mantendo os fluídos no meio interno minimizando as fugas, e evitando a entrada de impurezas do meio externo.

As vedações usinadas são fabricadas sob medida, através de um conjunto de ações que utilizam a alta tecnologia do torno CNC, softwares e ferramentas específicas para criar uma peça com alta performance para o cliente.

 

Aplicações das vedações usinadas para cilindros hidráulicos

Os cilindros hidráulicos e consequentemente suas vedações, podem ser encontrados em diferentes segmentos, desde alimentício, farmacêutico, setor florestal, de mineração, petroquímico, siderúrgico, metal mecânico, indústria de papel e celulose, na agricultura, no setor rodoviário e muito mais.

Para exemplificar onde podemos encontrar estas peças no nosso dia-a-dia, podemos citar máquinas como guindastes, tratores, retroescavadeiras e prensas hidráulicas.

Vantagens em optar por vedação usinada para cilindros hidráulicos

Eleger vedações usinadas para cilindros hidráulicos dentro de seus sistema traz algumas vantagens, tais como:

  • Custo benefício quando comparada a modelos tradicionais de vedação;
  • Prazo de produção fica em torno de 1 dia útil;
  • Peças sob medida para atender às suas necessidades, não é necessário alterar medidas de seu equipamento.
  • Ampla gama de perfis disponíveis;
  • Peças com maior durabilidade e alta performance;
  • Dispensa processos clássicos como a fabricação de um molde, a vulcanização e a cura da peça.
  • Mais de 15 compostos diferentes para para diversas aplicações;

 

Modelos de Vedações Usinadas para Cilindros Hidráulicos

Na CGL – Casa das Gaxetas, você irá encontrar diversos perfis de vedações usinadas para serem utilizadas em sistemas com cilindros hidráulicos.

Cada perfil possui uma aplicação específica, há diversas opções de gaxetas, anéis o’ring, raspadores, anéis guia, e muito mais.

Vale lembrar, que os modelos são fabricados sob medida, o que faz com que não haja a necessidade de alteração do cilindro hidráulico de seu sistema.

 

Materiais para a confecção das peças

As vedações usinadas para cilindros hidráulicos podem ser fabricadas a partir de diversos materiais, onde cada um é indicado para uma finalidade específica.

As matérias-primas mais utilizadas são a Borracha Nitrílica (NBR), o Teflon-PTFE (Puro ou com cargas de grafite, fibra de vidro, carbono ou Bronze), e Poliuretano (PU), entretanto, é possível fabricar vedações usinadas a partir de outros materiais, como:

  • FPM – Viton;
  • Silicone FDA;
  • Poliacetal – POM;
  • Poliamida – PA;
  • UHMW;
  • Compostos especiais e mais.

O que levar em conta na hora de escolher o tipo de vedação usinada?

Cada perfil e cada material possui suas particularidades e características, as quais os tornam preferíveis para condições específicas.

Portanto, separamos uma lista de itens que devem ser analisados, na hora de escolher a melhor vedação usinada para o cilindro hidráulico de seu sistema, confira:

  • a faixa de pressão do sistema a ser vedado;
  • a faixa de temperatura do sistema a ser vedado;
  • a velocidade de movimento do cilindro hidráulico (haste e pistão);
  • dimensão do cilindro hidráulico a ser vedado;
  • qual a aplicação/função do cilindro hidráulico.

Temos a solução ideal para a vedação industrial de sua empresa. Entre em contato com um dos nossos especialistas.

A CGL – Casa das Gaxetas é especialista em vedações industriais, está no mercado desde 1976 e possui certificação ISO 9001. Entregamos para todo país, faça seu orçamento aqui.

Compartilhar:
Juntas Cortadas

Juntas Cortadas

Hoje separamos algumas informações sobre as Juntas Cortadas, para que você possa conhecer um pouco mais sobre este produto de vedação industrial. Confira!

Fabricação própria CGL Casa das Gaxetas.

Você sabe o que são Juntas Cortadas?

Juntas Cortadas são um modelo de vedação industrial, onde o objetivo é ocupar o espaço entre duas superfícies ou mais, com a intenção de evitar o vazamento de substâncias dentro de distintos sistemas.

A sua finalidade é barrar a saída de elementos de dentro do sistema para o meio externo, bem como impedir a entrada de partículas do meio externo para a parte interna do sistema.

Aplicações das Juntas Cortadas

As Juntas Cortadas podem ser encontradas desde os sistemas de indústrias químicas, siderúrgicas e petroquímicas, até indústrias farmacêuticas e alimentícias.

Comumente as Juntas Cortadas são utilizadas para a vedação em flanges de diferentes equipamentos como, compressores, medidores de gás, trocadores de calor, motores à combustão, sistemas pneumáticos, tubulações de vapor entre outros.

Vantagens das Juntas Cortadas

As Juntas Cortadas possuem diversas vantagens, e entre estas podemos citar as seguintes:

  • Praticidade na instalação;
  • Peças com custo acessível;
  • Evita perdas desnecessárias no corte;
  • Podem apresentar diferentes modelos, facilitando o encontro de uma peça que se encaixe adequadamente em seu sistema;
  • Podem ser fabricadas sob-medida;

Materiais para a fabricação de Juntas Cortadas

As juntas cortadas podem ser fabricadas a partir de diferentes matérias-primas, onde cada material possui suas particularidades e aplicações, e a sua escolha deve ser feita de acordo com a necessidade de seu sistema.

Os principais materiais utilizados na fabricação são os seguintes:

Papelões hidráulicos: juntas fabricadas com este material tendem a ser versáteis com uma ampla gama de aplicações, além de serem econômicas.

Como principais características desta matéria-prima podemos citar a alta resistência ao processo de esmagamento, baixo relaxamento por fluência, resistência a altas temperaturas, resistência a elevadas pressões, e excelente resistência a produtos químicos.

NBR – Borracha Nitrílica: já este material possui como característica a sua resistência a óleos, à hidrocarbonetos aromáticos e alifáticos, gasolina. Além disto, a NBR possui alta resistência à variação térmica, onde suporta temperaturas entre -50°C e 120°C.

PTFE – Teflon: esta matéria-prima possui como principal característica sua alta resistência à variação térmica, a qual suporta desde temperaturas negativas até cerca de 260°C.

Além disto, o PTFE possui alta resistência química, o Teflon pode ser utilizado em sistemas com ácidos, cáusticos e solventes, entretanto não é indicado para sistemas que utilizam metais alcalinos ou flúor livre.

Uma das vantagens das Juntas fabricadas com PTFE é que, uma peça dessa não adere aos flanges do sistema, o que facilita na hora da troca, por isso é indicado para equipamentos que necessitam trocar as juntas frequentemente.

Grafite Flexível: este material possui como principais características uma eficiente selabilidade, alta resistência química, resistência à variação térmica suportando temperaturas extremas, elevada condutibilidade elétrica assim como térmica.

Uma junta cortada feita em grafite flexível é uma ótima opção para sistemas que utilizam ácidos, compostos orgânicos, bem como soluções alcalinas.

CGL – Casa das Gaxetas é especialista em vedações industriais, está no mercado desde 1976 e possui certificação ISO 9001. Entregamos para todo país, faça seu orçamento aqui.

Compartilhar:
Retentor Siderúrgico e Tripartido

Retentor Siderúrgico e Tripartido

Hoje trouxemos algumas informações sobre o Retentor Siderúrgico e Tripartido, sobre duas peças especiais para vedação industrial que possuem aplicações particulares, para que você possa conhecer um pouco mais sobre cada uma delas. Confira!

O que é um retentor?

O retentor é uma peça utilizada para fazer a vedação em eixos rotativos de diversos sistemas.

Esta peça tem como principal função, reter um fluído dentro de uma máquina, ao mesmo tempo que barra a entrada de impurezas do meio externo para dentro do sistema.

A anatomia de um retentor é composta por um anel externo metálico, que tem como objetivo trazer rigidez ao perfil, e uma vedação interna feita em borracha, a qual é acoplada à uma espécie de mola helicoidal.

Modelos de retentor

Você irá encontrar diferentes modelos de retentor, fabricados a partir de diferentes materiais, mas o modelo certo para cada sistema, irá depender da pressão, temperatura, velocidade periférica, e quais fluídos terão de ser retidos.

Retentor Siderúrgico

O retentor siderúrgico é uma peça especial para vedação industrial, e tem sua aplicação voltada para sistemas com grandes diâmetros, bem como para executar trabalhos mais pesados e com grandes variações de velocidade. Possuem geometria diferenciada para condições de trabalho agressivas e contaminadas por poeiras ou partículas sólidas.

Este modelo de retentor pode ser encontrado no ramo das indústrias siderúrgicas, como o próprio nome sugere, assim como em indústrias papeleiras, de mineração, usinas eólicas, e demais produtoras de energia.

Retentor Tripartido

O retentor tripartido também entra na classificação de peças especiais para vedação industrial, e é utilizado em sistemas rotativos, que alcançam altas temperaturas. Sua principal vantagem está na montagem, onde não precisa desmontar o equipamento para a sua instalação.

Neste modelo de retentor, a borracha é substituída pelo Teflon (PTFE), puro ou com cargas de bronze, grafite ou carbono, para facilitar a montagem.

Outra aplicabilidade desta peça, é em sistemas que entram em contato com derivados de petróleo, por isto ela é muito utilizada nos setores petroquímicos e em refinarias.

Não deixe de conferir em nosso site uma linha completa em retentores para vedação industrial! Clique aqui!

A CGL – Casa das Gaxetas é especialista em vedações industriais, está no mercado desde 1976 e possui certificação ISO 9001. Entregamos para todo país, faça seu orçamento aqui.

Compartilhar:
Kits de vedação industrial

Os conjuntos de peças com características distintas e com um propósito semelhante, são chamados de Kits de Vedação Industrial, podendo ser utilizados para a vedação de máquinas e equipamentos específicos. 

Vantagens dos kits 

Entre as vantagens de um kit de vedação industrial, podemos citar, a variedade de produtos dentro de um único conjunto, ou seja, é possível encontrar diferentes tamanhos e modelos de um produto específico, em um só kit.

Outra vantagem em ter kits de vedação em sua empresa, é a rapidez e praticidade na hora de trocar uma peça que venha a apresentar algum problema, pois com o kit em mãos, a troca pode ser feita de imediato. Assim, você diminui as perdas na sua produção, por manter um equipamento parado.

Também facilita na parte da comunicação, entre cliente-fornecedor, onde é possível solicitar a aquisição de todo conjunto através de referências originais, tags, aplicações, entre outros. 

Modelos de kits de vedação

Você irá encontrar diferentes kits de vedação industrial, cada um com peças e finalidades específicas, confira as opções:

– Kit Standart: Este kit contém anéis de O’ring de NBR (borracha nitrílica);

– Kit Milimétrico: Este kit contém anéis de O’ring de NBR (borracha nitrílica);

– Kit Viton: Este kit contém anéis de O’ring confeccionados com o elastômero Viton;

– Kit Silicone: Este kit contém anéis de O’ring de silicone;

– Kit de reparo para bombas;

– Kit de reparo de cilindro pneumático;

– Kit de reparo de cilindro hidráulico;

– Kit de reparo de estágio basculante;

– Kit de reparo de direção;

– Kit de reparo de bomba para caixa e direção hidráulica;

– Kit de reparo para injeção eletrônica;

– Kit de reparo para implementos agrícolas.

Desenvolvemos kits personalizados, conforme necessidade do cliente e de acordo com seu equipamento.

Catálogo completo dos kits agrícolas no link http://bit.ly/catalogoagricolacgl

A CGL – Casa das Gaxetas é especialista em vedações industriais, está no mercado desde 1976 e possui certificação ISO 9001. Entregamos para todo país, faça seu orçamento aqui.

Compartilhar:
Você sabe o que é um coxim?

Você sabe o que é um coxim?

Hoje separamos algumas informações sobre essa peça especial, porque queremos saber se você sabe o que é um Coxim? Ele é uma peça especial utilizada para eliminar vibrações em sistemas mecânicos, para que você possa conhecer um pouco mais sobre este produto. Confira!

Definição

O coxim é uma peça que tem como objetivo absorver vibrações e impactos de um sistema, com o intuito de diminuir os danos causados pela trepidação das demais peças do equipamento. Pode, também, ser utilizado como batente.

Material para a fabricação de coxim

A matéria-prima mais usual são as borrachas industriais, principalmente a nitrílica.

Cada material possui suas particularidades e aplicações:

Borracha Natural ou SBR: Coxins fabricados a partir deste material são mais utilizados em sistemas que não atinjam altas temperaturas.

Borracha Neoprene: coxins fabricados com Neoprene são muitos utilizados na indústria, pois resistem à extremos de temperatura, desde -40ᵒC até 120ᵒC, além de ter baixa disposição à inflamar.

Borracha EPDM: coxins fabricados com esta matéria-prima são muito utilizados em sistemas que trabalham com vapor d’água, e são capazes de trabalhar em uma faixa de temperatura ampla, que vai do -55ᵒC ao 151ᵒC.

Aplicações do coxim

O coxim possui uma imensa aplicabilidade, mas de um modo geral, é utilizado diferentes sistemas mecânicos.

Este item está presente em ramos da indústria como o ferroviário, o automobilístico, o agrícola, na indústria química e até mesmo na área da construção civil, siderúrgico, metal mecânico, mineração entre outros.

Você encontrará esta peça em motores elétricos, compressores, bombas, microcomputadores, automóveis, tratores, prensas, geradores, entre outros equipamentos.

Vantagens do coxim

Dentre as diferente vantagens que o coxim apresenta, podemos destacar os seguintes benefícios:

– Possui fácil instalação;

– Contém um bom custo-benefício;

– Evita manutenções constantes às máquinas devido ao desgaste por conta das trepidações;

– Consequentemente aumenta a vida útil das peças do sistema e do sistema em geral;

– Pode ser facilmente encontrado ou fabricado em diversos modelos;

Temos a solução ideal para a vedação industrial de sua empresa. Entre em contato com um dos nossos especialistas. 

A CGL – Casa das Gaxetas é especialista em vedações industriais, está no mercado desde 1976 e possui certificação ISO 9001. Entregamos para todo país, faça seu orçamento aqui.

Compartilhar: